Agora você pode ligar pra casa

PUBLICADO EM: POR: Michaela

De todas as experiências de bilocações que tive em 2015, teve uma que me intrigou e emocionou mais que as outras: um dia, eu estava sentada ao computador e senti os guias ao meu redor (eles sempre estavam ao meu redor, me ajudando, quando ia ter uma destas bilocações). Senti eles pararem atrás de mim e senti que me irradiavam com energia branca e dourada, nas costas e na cabeça. Eles foram conversando comigo ao longo do processo, me orientando. Primeiro me disseram para parar de digitar e relaxar. Eu fechei os olhos e fiz. E fui deixando o processo acontecer.

Me vi deitada em um leito. Eu estava em uma espécie de hangar médico. Ao meu redor haviam pessoas que cuidavam de mim. Eles executavam algum procedimento em mim com aparelhos de mão que eu não sabia o que eram. Lá eu estava muito concentrada e de olhos fechados, abria de vez em quando para ver o que estava acontecendo. O procedimento durou um tempo considerável. Quando eu achei que havia terminado, abri os olhos aqui na 3D (meu corpo físico) e continuei trabalhando. Então meus guias me disseram que eu deveria me concentrar mais uma vez, que o processo iria demorar um pouco mais.

Me concentrei e me vi agora sentada em uma cadeira. Eu era uma mulher. Eu me achei muito bonita! Eu estava usando um vestido prateado e continuava de olhos fechados e muito concentrada. Aí está um fato curioso e diferente das minhas outras bilocações: eu geralmente em bilocações não me vejo de fora, eu me vejo de dentro do corpo ao qual estou bilocando. Mas nesta, eu me via de dentro e me via de fora. Me "via" não é bem a palavra, pois quando eu estava dentro de mim mesma eu só podia sentir o que estavam fazendo no meu corpo, pois estava de olhos fechados. E também me via de fora como se eu estivesse em pé ao meu lado!

Vi que os médicos colocaram uma tiara ao redor da minha cabeça. Esta tiara era entrelaçada com fios prateados bem finos e no meio da tiara, bem na minha testa, havia um cristal em formato oval branco e o cristal era grande! Quando eles colocaram esta tiara com o cristal eu não só consegui sentir o peso dela no meu corpo de lá como também consegui sentir a tiara e o cristal no meu corpo físico daqui.

Percebi que esta tiara estava sendo instalada simultaneamente nos meus 2 Eus e os meus guias do lado de cá estavam ajudando no processo, trabalhando junto com a equipe médica do lado de lá. Sentia o peso da tiara e do cristal no meu corpo e quando o cristal foi ativado senti uma pressão e uma claridade branca, ambas bem fortes, no centro da minha testa. Esta sensação durou um tempo.

Quando terminou esta parte, eu achei novamente que já havia terminado e voltei a minha consciência no meu corpo físico, para sentir a minha testa. Eu colocava a mão e não tinha nada, mas a sensação física era que tinha algo ao redor da minha cabeça!

Os guias mais uma vez me pediram para fechar os olhos e relaxar e mais uma vez eu fiz. Desta vez, me vi dentro de mim mesma, e eu estava de olhos abertos, ainda sentada na cadeira. A equipe médica estava ao meu redor em pé, mas havia algo mais: um homem estava ajoelhado na minha frente e segurava a minha mão direita. Ele me olhava com um carinho enorme, mas eu não conseguia me lembrar de quem ele era ou do nome dele. Eu me senti um pouco envergonhada por não me lembrar de quem ele era, porque senti que ele me amava muito e ele passava esta emoção para mim. Ele me disse só 1 frase, em linguagem da luz, uma frase que eu senti no meu corpo e na minha mente, mas não tinha palavra nenhuma (nós éramos telepáticos). Traduzindo o que ele me disse, ficaria mais ou menos assim: "Agora você pode ligar pra casa".